Shalom

Quer encontrar a felicidade? Então seja totalmente de Deus

Entre as atrações dos três dias de Renascer está o seminário de vida no Espírito Santo. Na tarde desta segunda-feira (24), Vânia Nunes, missionária de aliança da Comunidade Shalom falou sobre o senhorio de Jesus e contou o próprio testemunho.

Consagrar a vida ao senhorio de Cristo sublinha a importância de ter Deus como centro da vida, o sentido e o fim de tudo. Para que Ele seja o centro é preciso deixar o pecado, os vícios, os ídolos que roubam o lugar de Deus.

Deixar o pecado implica em um abandono na vontade de Deus, buscando as coisas do alto. Foi essa experiência que Vânia teve na vida ao encontrar o amor de Deus em um Seminário de Vida no Espírito Santo.

“Eu podia ter morrido, ter sido presa, mas o Senhor me curou. O seminário foi um divisor de águas na minha vida”, conta, emocionada, a missionária e celibatária que lutou na juventude contra o vício da bebida e hoje caminha para as promessas definitivas no carisma Shalom.

“Não percam a esperança. O Senhor deseja realizar na vida de muitos grandes graças. Vale a pena ser de Deus!”

Rafael Gota, jovem missionário da Comunidade de Aliança, complementou o tema iniciado por Vânia. “Não podemos servir a Deus e ao mundo. O mundo não nos satisfaz. Só Deus nos preenche, porque Ele é apaixonado por nós”.

Gota elencou três realidades de nosso tempo que nos aprisionam e precisamos deixar para trás:

Consumismo – achar que a felicidade está nas coisas, que só seremos felizes quando tivermos casa própria, concurso público, carro; mas na verdade, sem Deus, tudo isso é vazio.

Hedonismo – prazer não somente sexual, mas também intelectual, afetivo e sensorial. Pensamos que um mestrado ou doutorado trará felicidade. Achar que o sentido da vida será encontrado quando acharmos o homem ou mulher da nossa vida.

Relativismo – não basta ter fé, é preciso exercê-la. Muitos dizem que acreditam em Deus, mas vivem como se ele não existisse. Um cristão católico acredita na sabedoria milenar da Igreja. Não podemos ser de Deus pela metade.

“Para ser de Deus é preciso deixar pra trás as coisas velhas, Deus te quer livre!”, finalizou Gota.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *