Notícias

Repórter descreve sua experiência com Deus através da Comunidade Shalom

Em 2011, a jornalista teve um encontro com Deus que mudou sua vida.

comshalom

Germana Pinheiros atualmente  é repórter da Rádio O Povo CBN, repórter esportiva da TVC e sócia-diretora na Essência Comunicação e Marketing. Veterana na cobertura jornalística dos fatos que fazem a história do Ceará, a jornalista foi surpreendida por Deus em uma de suas reportagens. 

Germana Pinheiros é jornalista em Fortaleza, atua no rádio e na televisão.

Germana conta com detalhes  sobre como teve uma experiência com Deus  através dos eventos da Comunidade Shalom. O relato é um dos muitos contidos no livro Pescadores de homens: evangelizar com ousadia, de Gabriella Dias (Livraria Shalom). 

Confira o testemunho, na íntegra, da jornalista Germana Pinheiros

Numa pauta, repórter descobre a Boa Notícia que mudou sua vida

Era 23 de julho de 2011 quando eu recebi a minha primeira pauta de um evento da Comunidade Católica Shalom. Eu fui designada para cobrir o Festival Halleluya daquele ano. Pra mim foi uma satisfação enorme já que eu havia participado das edições anteriores.

Só que foi um desafio também porque falar de Deus é algo que me emociona bastante e conter a emoção para executar o trabalho foi um tarefa difícil, mas eu consegui cumprir. Entrevistei a Gabriella Dias como sendo parte da organização do evento.

Devota de Nossa Senhora, Germana fez sua consagração à Santíssima Virgem.

Nesse mesmo dia conheci o Vanderlúcio. Senti-me tão à vontade que a entrevista fluiu de forma espetacular. Ao final, fui convidada por eles a participar do louvor. Foi quando Deus tocou a Gabriella e ela me pediu para fazer uma oração em mim.

Fomos à capela e lá eu então me banhei em lágrimas. A emoção foi tão grande que eu não conseguia parar de tanto chorar. Cada palavra dita eu sabia que era exatamente pra mim. Deus respondeu através dela tudo o que eu há anos vinha perguntando. Foi uma conversa íntima, de quem realmente se conhece profundamente.

Naquele instante passei a ver duas pessoas iluminadas à minha frente. E me sentir tocada a retornar para minhas orações havia tempos adormecidas. Não sei se palavras ou textos conseguem explicar o momento. Foi uma experiência inexplicável. E assim eu achei que seriam todas as pautas com a comunidade.

O Halleluya de 2011 foi o início de uma relação muito próxima entre o trabalho e a Comunidade Shalom  pra mim. De lá pra cá já cobri edições e mais edições do retiro de Semana Santa, encenação da Paixão de Cristo e o Renascer [retiro de carnaval].
 

Eventos que trazem a paz 

Assumo que todos os eventos tem um sentimento especial. No Renascer de 2014, Padre Antonio Furtado me confessou nas arquibancadas do ginásio Paulo Sarasate e me deu um livrinho de orientações para confissão. Não saí de lá mais uma jornalista com a pauta executada. Não há como entrar, seja no ginásio Paulo Sarasate, na praia de Iracema ou no Condomínio Espiritual Uirapuru e simplesmente cumprir o papel de repórter.
 
É muito mais que isso. Sinto como se Deus usasse o meu trabalho para me abençoar e pra me deixar sempre perto dele. A Comunidade Católica Shalom me proporcionou momentos excepcionais durante a vida. De profunda emoção, mas também me permitiu conhecer pessoas cuja evolução espiritual é tão grande e tão forte que me faz querer ser mais e melhor. Um ser humano capaz de viver como é a vontade do senhor.
 

Gratidão a Deus pela Obra Shal0m 

 
Eu fraquejo porque o meu dia a dia é corrido, me toma tempo e espaço, e isso pode soar como justificativa, mas Deus sempre se encaixa, seja na minha folga, ou na minha correria diária. A Comunidade Shalom carrega grande responsabilidade nisso. Só tenho a agradecer e pedir a Deus e a todos que fazem parte desta Obra que sigam sempre, porque é de gente como vocês que esse mundo está precisando. Construir notícias a partir de ações do bem é muito, mas muito mais prazeroso. Me faz amar ainda mais o jornalismo.
Obrigada!

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *