Formação

Revista Escuta: O Senhor quer renovar em nós a força da obediência

Entre os instrumentos de navegação que Deus nos deu para navegar em alto mar, estão os conselhos evangélicos: obediência, castidade e pobreza. Nesse texto, aprofundaremos alguns aspectos da obediência na Vocação Shaom.

Precisamos nadar contra a correnteza do mundo! É esse o imperativo de Deus para Comunidade Católica Shalom em relação à obediência. Nesse sentido, a sabedoria é e sempre será dar a Deus o que é de Deus: nossa vida, nossos corações, nossos bens, tudo que temos e somos. E esse nadar contra as fortes ondas da mundanidade é sempre comunitário. Deus nos chama a avançar juntos, a caminhar juntos!

O Senhor quer renovar a força da obediência

Santa Teresa de Jesus gosta de dizer que a força da obediência costuma facilitar aquilo que parece impossível. Nesse tempo, Deus deseja renovar em toda a Comunidade essa grande graça e potência que é a vivência da obediência. “A obediência é o que nos liga a Ele e o que nos liga uns aos outros, e o que nos dá força para optar, mesmo quando não compreendemos, pelo bem e contra a correnteza do mundo” (Revista Escuta, 2019, p. 90).

O dom da obediência nos leva a avançar na fé, na Vocação, no amor a Deus. Quantos testemunhos temos para dar em relação à vivência da obediência! É por ela que muitas vezes somos salvos de nós mesmos, dos nossos pecados, das investidas do inimigo. É certo que nossa carne range diante de orientações que nos tiram de nós mesmos. Mas, lutando contra nós e contra as nossas concupiscência, temos a certeza de que estamos no caminho certo para fazer a cada a vontade de Deus.

A humildade de obedecer

“A vontade de Deus é uma coisa muito presente nos nossos lábios, mas devemos tê-la, ainda mais profundamente, enraizada no coração” (Escuta, 2019, p. 91). Se desejamos conhecer a vontade de Deus, nós nos colocamos em oração, de forma pessoal e de forma comunitária, por meio das nossas autoridades. “A escuta de Deus na oração e a escuta da autoridade são indispensáveis para renovar em nós a humildade de obedecer” (Escuta 2019, p. 91).

Enquanto um bom e maduro discernimento é sinal da humildade que trazemos em nosso coração diante da Santa Vontade de Deus, os caminhos que “criamos” para driblar aquilo que somos chamados a viver expressam o nosso orgulho. “É o orgulho que me impede de ser dócil e humildade o suficiente para obedecer” (Escuta, 2019, p. 91). Quando somos humildades, nós nos deixamos conduzir por Deus através das nossas autoridades, homens e mulheres que Ele mesmo escolheu para nos ajudar nesse caminho de e para a felicidade.

Maduro na vida espiritual

A maduridade na vida espiritual contribui diretamente na vivência da obediência. Não é pesado obedecer para aqueles que, unidos a Deus, percebem o caminho em que estão inseridos e que, com tranquilidade e serenidade, vão dando passos, ajudados pelos irmãos. Quando são chamados a viver a autoridade espiritual sobre almas, esses irmãos maduros na vida de oração também não temem corrigir, orientar e ensinar seus filhos. Fazem isso sem recorrer ao autoritarismo, mas com a unção própria que Deus os dá.

O desejo sincero que nos une

“Neste chamado à obediência, vamos entendendo que o que nos une uns aos outros não são, simplesmente, as mãos, nem a nossa boa vontade, mas o desejo sincero do coração de fazer a vontade de Deus” (Estudo, 2019, p. 93). É esse mesmo desejo que nos leva a optar pelo Evangelho e a rejeitar as mentalidades mundanas que tantas vezes se levantam contra nós, contra a nossa vivência da Vocação. Por esse motivo, a obediência é um valioso instrumento para navegarmos em alto mar.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *