Formação

Santa Cecília, exemplo de mulher cristã

A Igreja celebra em 22 de novembro a memória de Santa Cecília, virgem e mártir, que professou seu amor a Deus durante toda a sua vida

comshalom

Conhecida como padroeira dos músicos e exemplo de mulher cristã, Santa Cecília nasceu em uma família nobre romana, era cristã e desde cedo consagrou a sua vida a Deus, fazendo voto de castidade. Porém, por incompreensão da sua família, foi dada em casamento a um jovem pagão, Valeriano.

Cecília casou-se, mas não queria abrir mão da castidade e, por isso, na noite de núpcias disse ao seu esposo que havia consagrado sua virgindade a Deus e um anjo guardava esta sua decisão. “Tenho que te comunicar um segredo. Precisa saber que um anjo do Senhor vela por mim. Se me tocar como se eu fosse sua esposa, o anjo se enfurecerá e você sofrerá as consequências; em troca, se me respeitar, o anjo te amará como me ama”.

A tradição conta que Valeriano a respeitou, mas disse que só acreditaria se visse o anjo. Inspirada pelo Espírito Santo, Santa Cecília disse a ele que procurasse o Bispo da época para se batizar, pois se fosse batizado veria o anjo. O esposo, então, foi em busca do Bispo, que o instruiu na fé católica e o batizou. E retornando, Valeriano viu o anjo de pé junto a Cecília. Diante disto, Valeriano converteu-se a fé católica juntamente com seu irmão, Tibúrcio. Porém logo depois, ambos sofreram martírio.

Após a morte do marido, Santa Cecília foi condenada à tortura, contudo, logrou a conversão dos torturadores. Ordenada que fosse trancada em um balneário de águas quentes, seu corpo ficou intacto, sem nenhum ferimento. Não sendo asfixiada pelos vapores, foi determinada a sua decapitação, entretanto, o seu algoz não conseguiu arrancar-lhe a cabeça, caindo ao chão ainda com a cabeça presa ao corpo.

Padroeira dos músicos

Momentos antes de morrer, Santa Cecília passou a cantar, louvando a Deus e muitas pessoas ao ouvirem sua voz, foram convertidas. Por este fato, ela é considerada a padroeira dos músicos e da música sacra.

Lucas Oliveira, 30 anos, é músico por formação e teve Santa Cecília como uma intercessora durante toda a sua trajetória de descoberta musical e escolha pela profissão. Ele conta que desde pequeno, ao visitar a sede da banda musical de sua cidade, admirava a imagem que tinha um lugar especial e de destaque não só no ambiente físico, mas também na devoção do que ali frequentavam.

“Eu sempre via as pessoas se dirigirem a imagem, fazer sinal da cruz ao passar por ela e fui criando um laço e uma devoção particular, até que em 22 de novembro de 2006 fui batizado e não sabia que tinha sido exatamente no dia dela. Quando descobri, entendi que realmente Santa Cecília queria estar presente em minha vida”, contou.

Oração a Santa Cecília

“Ó Gloriosa Santa Cecília, apóstola de caridade, espelho de pureza e modelo de esposa cristã!
Revesti-nos de inviolável confiança na misericórdia de Deus, pelos merecimentos infinitos de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Dilatai o nosso coração, para que, abrasados do amor de Deus, não nos desviemos jamais da salvação eterna.
Gloriosa Padroeira nossa, que os vossos exemplos de fé e de virtude sejam para todos nós um brado de alerta, para que estejamos sempre atentos à vontade de Deus, na prosperidade como nas provações, no caminho do céu e da salvação eterna.
Amém!”


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *