Shalom

Sexta-feira da Paixão: É preciso renovar a novidade da Cruz

comshalom

Segundo dia do Retiro de Semana Santa contou com Via Sacra oracional, pregação, recitação do terço da misericórdia e momentos de louvor e oração. Programação segue até domingo

No segundo dia do Tríduo Pascal, a Sexta-Feira Santa, os fieis são mergulhados no mistério da caridade de Deus que se manifesta com todo o seu amor. “Um dia que nos impacta e nos toca profundamente. Alguns poderiam dizer que as pessoas se identificam com o sofrimento de Jesus, mas a razão dessa comoção é que nesse dia o amor de Deus se mostra para nós. Foi um escândalo a forma como Deus escolheu salvar o homem pela Cruz de Jesus”, definiu o missionário da Comunidade Shalom em Sobral, Júnior Nogueira. A programação do retiro de Semana Santa da Comunidade Católica Shalom em Sobral contou com celebração da Via Sacra oracional, pregação, recitação do terço da misericórdia e momentos de louvor e oração. O evento segue até o domingo, 16, no Centro Esportivo Tia Edite (Vila Soares, 133 – Campo dos Velhos).

Júnior Nogueira explicou que o “escândalo” causado pela Cruz de Cristo mostra que o homem não esperava que Deus pudesse amar a ponto de morrer no nosso lugar. “Nesse dia, o amor de Deus faz o que nenhum homem esperava. A Cruz mostra que Deus me amou na minha miséria e por causa dela. É um sinal escandaloso do amor de Deus”, destacou. Por isso, de acordo com o missionário, é preciso renovar a nossa experiência pessoal com a Cruz, mas não nos pararmos nela. “Olhamos para Jesus e não podemos ficar parados na chaga, na dor do Senhor. Precisamos passar da dor para o louvor e a alegria. O que vai gerar vida nova em nós não é simplesmente o arrependimento, mas a experiência do amor”, explicou.

A Cruz, a Paixão e a morte do Senhor são sinais do amor de Deus. É preciso contemplar a Cruz, crendo no filho de Deus e na grande novidade de que Ele morreu por mim. “Precisamos renovar essa experiência todos os dias”, ensinou Júnior Nogueira. Ele ressaltou durante a pregação que a Cruz é o sinal mais poderoso do amor de Deus. Podemos contemplar a criação, toda a providência de Deus nas nossas vidas, mas os nossos pecados, as fraquezas e limitações e o demônio podem nos fazer duvidar do amor de Deus. “Mas contemplando a Cruz de Jesus, não podemos negar o amor de Deus”, destacou.

Cruz é esperança

A Cruz de Cristo é nossa certeza e esperança de que o amor de Deus não nos abandona. “A Cruz permanece de pé enquanto o mundo gira”, destacou Júnior Nogueira. Usando uma alegoria, o missionário ressaltou que a barca de Pedro é a Igreja no tempestuoso mar do mundo. O mastro é a Cruz de Cristo, que como nosso porto seguro faz-nos passar pelas tribulações do mundo.

Cristo atravessou o mistério da iniqüidade e do mal com a misericórdia. Não existe condição pessoal e trevas que sejam maiores que a força da Cruz de Jesus. Também existe um mistério no sofrimento humano que Deus utiliza para nossa santificação. “A Cruz nos dá uma ciência do amor de Deus. Na Cruz de Jesus todo o mal da humanidade foi recapitulado. Ele usa a árvore da Cruz para atrair o homem. Na mesma árvore que levou à condenação, o Senhor nos desposou e nos renovou. É a árvore da vida”, destacou.

É também diante da Cruz de Jesus que Maria Santíssima se manteve de pé e recebeu toda a humanidade como seus filhos. “A Cruz foi um novo parto para a mãe de Jesus. Na maternidade que Maria inaugura sobre a Cruz, estamos todos nós. A primeira vontade de Jesus é que Maria acolha João. A fecundidade máxima do sim de Maria foi a Cruz de Jesus”, ressaltou.

Teresa Fernandes


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *