Shalom

Te pertencer, Senhor, é o meu prazer!

comshalom

Entender a profundidade de uma frase aparentemente simples, tema de um Seminário de Vida no Espírito Santo, levou tempo para mim, mas essa descoberta, me fez perceber quem Deus é e quem eu sou, mudando totalmente a minha história.

Conheci a Comunidade Católica Shalom em 2010, quando tinha 15 anos, convidado por uma (já falecida) colega de escola, para ir a um grupo de oração que ela fazia parte, sob a alegação de que “era muito legal e eu iria gostar e me sentir bem”. Naquele tempo, vivi inúmeras experiências com o amor de Deus, porém, ao completar 18 anos e ingressar no Ensino Superior, decidi “ser o dono da minha vida” e aos poucos abandonei a Obra, até estar completamente perdido no meu vazio interior.

Foram muitos anos sendo “dono de mim” e satisfazendo todas as minhas vontades, encontrando na bebida, nas festas e nos prazeres a tentativa de ser livre e feliz, achando estar preenchido. Na verdade, era engano disfarçado de felicidade. Quanto mais eu me entregava a tudo isso, mais sentia um vazio infinito dentro de mim, que não conseguia preencher com coisas criadas, pois, no dia seguinte, deparava-me com os resultados de todas essas escolhas que, no uso de minha liberdade, livremente fazia.

Repentinamente, enxerguei-me na vida adulta, afogado em responsabilidades comigo mesmo e com a família que, agora, depende dos frutos do meu trabalho. Somou-se a isso a pandemia do Coronavírus, minhas feridas e traumas da vida inteira, saúde mental debilitada… Até que, num dia, olhando para mim mesmo e me condenando à morte, durante uma forte crise de ansiedade e depressão, em decorrência de pressões e experiências traumáticas no meu antigo emprego, o Senhor teve misericórdia de mim e veio em meu auxílio.

Deus enviou um antigo amigo consagrado da Comunidade e uma (à época) colega de trabalho, hoje também consagrada, para me convidar a participar do Seminário de Vida no Espírito Santo On-Line. Espera… On-Line? Como eu viveria a Efusão? Que desafio viver algo tão forte sentado em uma cadeira de escritório, no meu quarto, olhando incessantemente para a tela do meu computador.

Consciente dessa restrição que a pandemia nos impõe e determinado a recomeçar o meu caminho de santidade, eu me compeli a abandonar o meu orgulho e tudo o que sabia sobre Seminário de Vida – por já ter servido em inúmeros- para mergulhar na novidade que o Senhor queria me trazer naquele Seminário, que tudo conspirava para não acontecer, que nem seria aberto. Mas Deus, na Sua bondosa paternidade, queria oferecer um Seminário para mim, independentemente da vontade humana, e aquela era a oportunidade de ouro. Então, concentrei-me em viver aquele final de semana de forma plena e intensa, agarrado na certeza do chamado que vinha do próprio Deus para mim.

Foi o melhor final de semana desses 26 anos de vida. Mesmo sujo e ferido, assim como o filho pródigo, reencontrar-me com Aquele a quem eu havia abandonado trouxe a mim o verdadeiro sentido de toda a minha existência e preencheu o vazio que me consumia dia após dia. Firmar-me na Obra e estar mais próximo dos irmãos e irmãs da Comunidade de Vida e Comunidade de Aliança, vivendo significativa parte daquilo que eles vivem, engajado no Ministério de Promoção Humana e constantemente na escuta da voz de Deus, trouxe a mim vida nova Naquele que é a própria vida!

Neste novo tempo que se iniciou na minha vida, cravou-se em mim a certeza de que ser Shalom é a Vocação escolhida pelo Senhor para mim desde e para toda a eternidade.

Experimentar do abraço amoroso e misericordioso de Deus é o combustível para responder Àquele que se volta para mim todos os dias dizendo: “Estou aqui! Confia em mim“. Continuo arduamente lutando contra minhas fragilidades, pecados e limitações, tendo ao meu lado um Pai que não desiste de mim por nada, mesmo quando minhas forças acabam, pois Ele me leva nos braços. Vislumbro constantemente o cuidado de amor Dele para comigo, promessas Dele que já se cumpriram na minha vida e a felicidade plena que transcende o sem-número de adversidades que, como homem adulto, devo enfrentar.

Não tenho dúvidas de que Te pertencer, Senhor, é o meu prazer! Eu Te buscava tão fora de mim, mas tão dentro Tu estavas. Posso dizer com o coração cheio de gratidão: obrigado, Senhor, por me teres separado a esta magnífica Vocação!

 

Bruno Pacheco

Membro da Obra Shalom Santana – AP.

 

Info:

Quer viver a experiência do Seminário de Vida no Espírito Santo? Nos dias 3 e 4 de julho estará acontecendo o “Só Deus Basta”, que será totalmente gratuito e on-line! Mais informações e inscrições: (96) 98414-8129.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *