Notícias

Noivos adiam data do casamento e contemplam as graças deste tempo

Por conta da pandemia do coronavírus, muitos casais se viram forçados a adiar o sonho do tão esperado “sim” ou então tiveram que se adequar à nova situação, que impõe uma série de restrições.

comshalom

Neste ano, o mês de maio, amplamente conhecido como o “mês das noivas”, tem sido marcado por uma descrição diferente. No mês tradicionalmente festivo, temos visto as numerosas celebrações de casamento darem lugar ao isolamento e distanciamento social em decorrência da pandemia da COVID-19.

Diante desse quadro, muitos casais se viram forçados a adiar o sonho do tão esperado “sim” ou então tiveram que se adequar à nova situação, que impõe uma série de restrições. Na Comunidade Católica Shalom, não foi diferente. Entre o fim de abril e o início do mês de maio deste ano, seriam realizadas três celebrações de matrimônio de membros da Comunidade da missão de Maceió, que foram adiadas em virtude da pandemia.

O exercício da espera confiante

Clarice Moura e Erik Bispo pretendiam se casar no dia 25 de abril, em Maceió, mas à medida que foram aumentando o número de casos confirmados da COVID-19, foram exigidas maiores precauções de toda a população e foram surgindo também restrições para a realização de cerimônias com aglomeração de pessoas.

“No momento em que nos demos conta que seria preciso adiar o casamento, muitos pensamentos vieram a nossa cabeça: quando seria possível remarcar, se seria possível fazer da forma que planejamos, o que Deus queria com este tempo. E diante de tudo isso paramos para rezar”, relataram. O aprofundamento da intimidade com Deus gerou diversos frutos, dentre eles: a percepção da sacralidade da constituição de uma família, o aprimoramento da capacidade de diálogo, o exercício da espera confiante.

Recorrer à oração tem sido um poderoso auxílio neste período e, além disso, os noivos narram que o apoio da família e dos amigos tem sido fundamental. Contar com a compreensão, incentivo e ideias para o novo planejamento tem feito toda a diferença para tornar mais leve essa fase de espera e reajustes.

Oportunidade de amadurecimento

Evyne Salvador e seu noivo, Junior Amaranto, haviam escolhido a data de 1º de maio para sua celebração. Eles relatam o quanto o apoio da família e dos amigos é importante nesse momento. “A família nos compreendeu e nos apoiou bastante, também desejando que essa pandemia passe o mais rápido possível”. 

Evyne relata que seus maiores desafios como noiva são: não pensar em como teria sido se o planejamento tivesse sido mantido e ficar sem expectativa sobre quando essa situação vai passar. Contudo, ela e Junior veem neste tempo uma grande oportunidade de amadurecimento e fortalecimento do vínculo dos noivos para a vida a dois.

Inúmeras graças neste tempo

Mesmo em meio às dificuldades e incertezas, é possível perceber que essa experiência não tem se dado em terreno infértil, mas, ao contrário, tem gerado uma nova visão acerca do que é realmente essencial. Essa percepção de transformação de valores foi vivida também por Olga Vieira e Ernani Carlos de Almeida, cujo casamento estava marcado para o dia 9 de maio. É o que ela conta ao revelar que em meio a seu período de noivado sobreveio a batalha do câncer enfrentada por seu cunhado.

“Antes da pandemia, este foi o grande choque de realidade em relação às prioridades do casal (…) a realidade do câncer de meu cunhado, nos fazia acalmar os ânimos e irmos sem precipitação. A doença, em sua crueldade humilhante, nos fez ponderarmos todas as nossas escolhas, enxergar que realmente só Deus nos basta, que aquilo que se levantava de obstáculo diante de nós era supérfluo em comparação com o único necessário para nós, enquanto constituição de uma família: o Sacramento do Matrimônio”, afirmou Olga, que confia nas inúmeras graças que se derramam neste tempo.

Os sonhos de Deus são maiores e melhores

Sabendo da importância do estado de vida na caminhada cristã, a Comunidade Católica Shalom intercede por todos os casais que se depararam com o adiamento da celebração do sacramento do matrimônio e os convida a esperar em Cristo. Esse movimento é cheio de sentido e nos leva ao fortalecimento do amor. O tempo é uma criatura de Deus e, com certeza, Deus se utiliza dele para nos proporcionar o melhor. Os sonhos de Deus são maiores e melhores que os nossos e, a seu tempo, realizar-se-ão as Suas promessas.

 

 

Clênia Oliveira


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *