Shalom

Um novo Rosa na décima edição do Festival Halleluya Natal

Em março de 2019, o novo vocalista Bruno Faglioni foi apresentado ao público por meio do lançamento do single “A Fênix”. Tal qual a ave mitológica, a banda Rosa de Saron renasceu após o fechamento de um ciclo com Guilherme Sá. Um novo tempo começou a partir deste ano para a banda.

Em 1988, na cidade de Campinas/SP, dentro do movimento da Renovação Carismática Católica, nascia a banda Rosa de Saron. Em 1995, ela lançou seu primeiro álbum, ampliando o alcance e a visibilidade do seu trabalho. De lá para cá, muita coisa aconteceu: novos discos e novas inspirações, premiações (Discos e DVDs de Ouro, DVD de platina), apresentações importantes em nível mundial (em 2011, a convite da CNBB, apresentou-se na Jornada Mundial da Juventude em Madri, na Espanha, como representante oficial da juventude brasileira; em 2013, tocou na recepção ao Papa, e no encerramento da JMJ do Rio de Janeiro), mudanças na formação… O Rosa já percorreu uma longa estrada e tem muita história pra contar. 

Atualmente, integram a banda Bruno Faglioni (voz), Eduardo Faro (guitarra), Rogério Feltrin (baixo) e Grevão (bateria). Essa composição é resultante de uma mudança recente. Em novembro de 2018, o então vocalista Guilherme Sá anuncia sua saída, e a partir daí a banda realiza para ele uma turnê especial de despedida. Em março de 2019, o novo vocalista Bruno Faglioni é apresentado ao público por meio do lançamento do single “A Fênix”. 

Tal qual a ave mitológica, a banda Rosa de Saron renasceu após o fechamento de um ciclo com Guilherme Sá. Um novo tempo começou a partir deste ano para a banda: “ É uma oportunidade de poder renovar, reescrever a própria história. É a experiência do vaso novo, do ‘Eis que faço novas todas as coisas’”, afirma Rogério, baixista. Além de ser interpretada por Bruno Faglioni, a canção “Fênix” também foi composta por ele: “A inspiração veio da experiência com a ressurreição de Jesus. Qualquer pessoa pode se apropriar dela e fazer também a sua experiência de ressurreição, de recomeçar”, comentou Bruno.  

Presença dos fãs 

O Rosa de Saron é conhecido nos shows que faz no Halleluya Natal pela quantidade de  público que reúne, inclusive em relação aos fã-clubes. É o caso do “Rosarianos do RN”, fundado em 2013 por Elisângela Nascimento e Daniela Melo. Atualmente com 26 anos, Elisângela fez como nos Halleluyas anteriores: estava bem pertinho do palco, esperando ansiosamente o show do Rosa. Quando perguntada qual a razão dessa conexão tão forte com a banda, afirmou: “O Rosa me aproxima de Deus, desde 2009”. Neste ano, Elisângela fez o esforço de deixar o filho de 1 ano e 3 meses em casa, aos cuidados de familiares, para estar presente no show: “Foi a primeira vez que saí desde que ele nasceu; eu tinha que estar aqui. Por outro lado fico tranquila porque sei que ele está bem”. A música favorita de Elisângela é “Sobre marés e Angra”, do disco Horizonte Distante. 


Comentários

[fbcomments]

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *