Shalom

Vamos ser ousados

São tantas as coisas que o mundo oferece quanto às cobranças que nos impõe. Na busca da realização pessoal que engloba os aspectos profissionais, sentimentais e entre outros, o homem se compromete com muitas funções esquecendo-se de si, da família e da vida em comunidade. É interessante perceber que na tentativa de se realizar o homem acaba esquecendo sua essência.

Atualmente é muito comum encontrarmos pessoas que necessitam de ajuda profissional para entenderem quem realmente são. Muitas vezes a intolerância a qualquer sinal de “defeito” em nós mesmos ou nas outras pessoas gera uma busca alucinada para sanar aquele problema, não se importando com a causa e o sofrimento que aquilo trás para vida do “defeituoso”.

Nesse tempo favorável da quaresma, temos a oportunidade de nos retirar e voltarmos para nosso interior refletindo sobre nossa essência e reavaliando nossas atitudes. Pelo sacrifício de Jesus todos os nossos pecados foram perdoados. Ele subiu até o Pai Altíssimo e enviou-nos O Espirito Santo para nos auxiliar nessa caminhada. “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre.” (João 14,16). Confiantes nas palavras de Jesus, sabendo que o Espírito Santo é quem preenche nosso coração, não nos basta ser cheios do Espírito Santo, é necessário transbordar! “Pois a boca fala do que está cheio o coração.” (Mateus 12,34.)

Uma maneira de transbordar esse Amor que move em nós se dá através da caridade. Em um tempo de reflexão e purificação como a quaresma, precisamos não só jejuar, mas alimentar o próximo com esse Amor que recebemos. Visitar um enfermo, conversar com um idoso em um asilo, levar alegria a uma criança a um adolescente em recuperação social, tudo isso é caridade quando feita de livre iniciativa. Na Comunidade Católica Shalom de Belo Horizonte, esse movimento de Amor acontece, também, através de um projeto chamado Promoção Humana. Atualmente são realizadas visitas ao Centro Educativo Horto 1 e no Hospital da Clínicas, levando Cristo Eucarístico a tantos enfermos que não se encontram em condições de ir à igreja.

Caso você já conhece a Comunidade Shalom e participa de grupo de Oração, ouça seu coração. Não basta apenas orar é preciso agir, venha levar o Amor do Senhor a tantos corações cansados. Nesse tempo de recolhimento, vamos ser ousados. Vamos dar respostas novas ao mundo que se esqueceu do significado de humanidade. Optemos pela caridade, que ela seja uma prática diária em nossa vida. E, mais uma vez digo: Vamos ser ousados, vamos ser humanos. “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.” (Coríntios 1,13).

 

Texto de: Neila Caputo


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *