Formação

Exaltemos a Santa Cruz

Para muitos, sinal de sofrimento. Para nós, a salvação

No dia 14 de setembro celebramos a exaltação da Santa Cruz no calendário litúrgico. Para o mundo, a cruz é apenas símbolo de dor e sofrimento. Para, nós, cristãos, é símbolo de Ressurreição e de salvação.

Pela cruz, Jesus nos libertou dos pecados e nos salvou. Também pela cruz somos chamados a segui-Lo. Afinal, se o próprio Jesus sofreu, quem somos nós para não sofrer? Neste dia, também somos chamados a refletir sobre o sofrimento, que como o próprio Cristo nos provou, é caminho de salvação.

No Catecismo da Igreja Católica está escrito: “O caminho da perfeição passa pela cruz. Não existe santidade sem renúncia e sem combate espiritual” (CIC 2015). São Paulo já nos advertia que “as leves tribulações de um instante nos preparam, excessivamente, para uma eternidade plena de glória”.

Se contemplamos cruzes ao longo da vida, podemos estar certos que todas elas, se vividas em Cristo, nos levarão à ressurreição. Pois Deus é Aquele que não fez o mal, mas que de todo mal é capaz de tirar um bem. Fazendo memória a Cura D’Árs , lembremos que “um sofrimento vivido na paz não é mais um sofrimento”.

 

Oração para momentos de sofrimento

 

Ó Pai, vede os sofrimentos de Vossos filhos, vede o momento difícil pelo qual passamos.

Pai, é chegada a hora, glorificai Vossos filhos, sustentando nossa fraqueza, para que também Vos glorifiquemos manifestando Vosso poder.

Pai, se for possível, afastai de nós este cálice.

Mas nosso entendimento não penetra Vosso plano de amor e se não for conforme a Vossa vontade, se temos de beber este cálice de amargura, ajudai-nos com a força de Vossa graça, para que possamos repetir, não só com os lábios, mas também com o coração a oração de Jesus Cristo no Horto das Oliveiras: “Faça-se como Vós quereis, não como nós queremos”.

Muitas vezes somos perseguidos, humilhados, injustiçados.

Dai-nos perceber que o discípulo não é maior que o mestre e que Cristo vive em nós e os mistérios de Sua paixão redentora.

Ajudai-nos a superar todo o ressentimento e a rezar como Vosso Filho na Cruz: “Pai, perdoai-lhes”.

Sabemos que Vosso plano de amor muitas vezes nos coloca na cruz. Que ele se realize em nós, para que possamos repetir confiantes a última oração de Vosso Filho: “Em Vossas mãos, ó Pai, entrego Meu Espírito” e, assim esperarmos, tranquilos, que Vosso poder se manifeste na glória de nossa ressurreição.

Amém.

 

Saiba mais sobre a exaltação da Santa Cruz


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *