Formação

O amor de Deus é diferente do amor do mundo

O que nos define não são os nossos pecados, nossas fraquezas, e sim esse amor de Deus que é o sentido da vida.

comshalom

Todas as coisas na nossa vida só tomam sentido e são sustentadas quando se conhece o amor de Deus. Este amor que dá respostas para todas as perguntas que temos em nosso coração, daquelas mais bobas até as mais complexas. E foi com este amor que a 10ª edição do Recomeçar deu início, mostrando para os participantes que o amor de Deus explica tudo. 

A pregação sobre o Amor de Deus foi feita por Ana Karla, consagrada comunidade aliança, formadora comunitária e pessoal e, antes de adentrar ao tema ela partilhou um pouco do seu testemunho. Participante de um grupo de jovens da Renovação Carismática em sua cidade no Maranhão e após se mudar para Teresina, ela sentia que seu coração estava inquieto e sabia que alguma coisa estava faltando na sua vida, e foi a partir do convite de um amigo de infância que ela conheceu a Comunidade Católica Shalom e então em 2011 participou de um Seminário de Vida no Espírito Santo. “Eu tive uma experiência mais forte com Deus, algo bem diferente, não foi só com Deus mas com o Carisma Shalom”, conta Ana Karla. 

Muitas pessoas tem o conceito de amor como se fosse uma perda de tempo porque foram decepcionados, outros tem como referência de amor, o amor de mãe pois é o mais puro que a gente pode tocar. Associamos o amor com aquilo que vamos vivenciando e com o que trazemos na nossa história. Todos nós nascemos com o desejo de ser amado, porque nascemos de Deus. E aquela pessoa que por mais auto suficiente e egoísta que ela seja, traz dentro de si essa vontade de ser amado. E é por isso que tantas vezes nos afastamos de Deus por ter um conceito errado de amor. 

Como diz Santo Agostinho: “Tarde de te amei, ó beleza tão antiga e tão nova!…Eis que habitava dentro de mim e eu te procurava fora!” 

Muitas vezes as pessoas buscam o amor aonde ele não está em sua plenitude, amor esse que só Deus pode nos dar. Procuramos a Deus sem saber, com a nossa inquietude, certas vezes criamos uma rejeição e sem imaginar rejeitamos a nossa felicidade e vamos em busca dela em qualquer coisa do mundo. 

Em Coríntios 13:4-8, Deus nos mostra o real sentido do amor. “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

A misericórdia de Deus sustenta toda fragilidade humana. O que nos define não são os nossos pecados, nossas fraquezas, e sim esse amor de Deus que é o sentido da vida. 

O amor de Deus é diferente do amor do mundo, ele é paciente, pessoal, é um amor de predileção, amor apaixonado, é misericordioso e eterno. Este amor é a grande confidência, você e Jesus, os amigos inseparáveis, e a Palavra, a grande via por onde seus pés irão trilhar um novo caminho, um Recomeço. 

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *