Notícias

Padre Cristiano Pinheiro: Deus vem habitar a nossa dor com a Sua presença

A união esponsal de Deus com seu povo é tão profunda que não se pode tocar ou ferir um sem tocar e ferir o outro.

Com o tema “O Filho de Deus se entregou por mim”, Padre Cristiano Pinheiro fez a primeira pregação do retiro de Semana Santa Online da Comunidade Católica Shalom. O sacerdote gravou a formação, que foi transmitida na tarde desta Quinta-Feira Santa pelo canal da Comunidade no YouTube, direto do Centro São Lourenço, na Itália. Em sua fala, ele destacou que Deus está com seu povo, principalmente, nos momentos mais difíceis.

Antes de começar a formação, o missionário suplicou a presença do Espírito Santo auxiliado por um oração de Santa Elisabeth da Trindade. “Na Catedral da nossa vida, é preciso fazer do nosso coração um altar, e pedir que o Espírito Santo venha sobre o altar do nosso coração e queime as ofertas, todo o conteúdo da nossa vida”, explicou.

Deus está fazendo uma Obra Nova

Diante da situação de pandemia e isolamento social que o mundo vive atualmente, Padre Cristiano partilhou que sente estar nascendo novamente. De fato, Deus está fazendo Obra Nova na vida de cada um dos seus filhos. O sacerdote ainda questionou: “O que você está vendo no absurdo desse tempo? Luz? Profecia? Revelação? O profeta vê dentro da escuridão a vitória da glória de Deus”.

Com o fechamento dos Centros de Evangelização, esse tempo atípico deixou a vida ordinária de muitos membros da Comunidade e da Obra bagunçada, segundo o missionário. Contudo, ele recorda que “a verdadeira Obra Nova somos nós, e, dentro dessa escuridão, nós já podemos ver o Espírito Santo operando algo novo”. Em sua pregação, ele ainda destacou a importância da comunhão esponsal que acontece na vida de todo batizado.

Deus vem habitar a nossa dor

São Paulo afirma que é Cristo que vive nele (Gal 2,20). O testemunho do apóstolo expressa a beleza de uma realidade de fé. “Deus vem habitar a nossa dor com a Sua presença. Ele vem morar na nossa dor. Ele vem participar dela. Ele enche a nossa dor com a Sua presença”, afirma o sacerdote. Deus não abandona seu povo em meio aos dificuldades; pelo contrário, Ele se une ainda mais aos seus filhos.

“Essa vida que eu a vivo na carne, eu a vivo na fé do Filho de Deus que me amou e se entregou por mim. Não sou mais eu que vivo. Ele vive em mim. E podemos ver isso em modo profético, em modo meta histórico, em modo realizado já no povo de Israel”. A união esponsal de Deus com seu povo é tão profunda que não se pode tocar ou ferir um sem tocar e ferir o outro. Por isso, em meio à dor do povo de Israel, Deus estava presente.

Padre Cristiano, citando Papa Francisco, afirma que o Senhor está na popa do barco. Inclusive, esse lugar é o primeiro a ser afundado quando a embarcação está à deriva. O sacerdote ainda ressalta: Deus está na dificuldade da nossa vida como o anjo estava na fornalha com os jovens, como narrou o profeta Daniel. Em resumo, Deus está nas extremidades da nossa vida, nos momentos mais difíceis.

Quadro do Lava pés de Sieger Köder, citado por Padre Cristiano Pinheiro. A imagem expressa o amor de Jesus que vai até as extremidades

Meditações para a Semana Santa

A cada ano, a coleção Meditações para a Semana Santa faz reflexões à luz do Evangelho, do Magistério da Igreja e das palavras do fundador da Comunidade Católica Shalom, Moysés Azevedo, inserindo o fiel batizado no ministério central da fé católica: a Paixão, a Morte e a Ressurreição de nosso Senhor Jesus Cristo que nos traz a Salvação.

Este ano, as nossas meditações para a Semana Santa tomam como ponto de partida Gl 2,20: “Já não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim. Minha vida presente na carne, vivo-a pela fé no Filho de Deus que me amou e se entregou a si mesmo”. A partir desse versículo, desejamos aprofundar a nossa experiência com a graça, como vida divina em nós.

Adquira o E-book Meditações para Semana Santa

A evangelização não pode parar, doe agora!

Doação de R$ 10,00 | Doação de R$ 20,00 | Doação de R$ 40,00 


Comentários

[fbcomments]

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *