Formação

Conheça o santo amigo de Santo Agostinho

Santo Agostinho de Hipona é um santo doutor da Igreja Católica, nascido em Tagaste em 354. Muito conhecido no meio católico, juntamente a sua mãe, Santa Mônica. Entretanto, você já tinha ouvido falar de Santo Alípio de Tagaste?

Foto: http://www.augnet.org/

Santo Agostinho de Hipona é um santo doutor da Igreja Católica, nascido em Tagaste em 354. Muito conhecido no meio católico, juntamente a sua mãe, Santa Mônica. Entretanto, você já tinha ouvido falar de Santo Alípio de Tagaste?

Santo Alípio de Tagaste

Alípio nasceu em Tagaste, não se sabe ao certo em que ano, mas Santo Agostinho afirma em sua obra Confissões (liv. VI, cap. 7) que Alípio era mais novo que ele. Foi aluno de Agostinho quando ensinava em Tagaste, mas também quando ensinou em Cartago. Muito admirado por sua inclinação às virtudes, entretanto, se deixava levar pelos jogos circenses em Cartago.

Confiança unicamente em Deus

Partiu antes que Agostinho para Roma, para estudar Direito. Santo Agostinho conta (liv. VI, cap. 8) um episódio onde Alípio estava totalmente decidido por não se deixar mais levar pelos espetáculos dos gladiadores, os anfiteatros – luta dos homens contra feras. Contudo, certo dia, vindo uns amigos e condiscípulos de um jantar, o encontraram e convidaram para ir em mais um espetáculo. Ele, fiel ao seu propósito, disse a eles que iria, mas que não se deixaria encantar por aquilo.

Ao chegarem lá, com os olhos fechados não permitiu que nenhuma imagem quebrasse sua promessa. Porém, por seus ouvidos, escutava os clamores frenéticos do público. Sendo tomado pela euforia, e pensando que seria capaz de lutar contra aquilo que veria ali, abriu os olhos. No mesmo instante, sua alma foi ferida! Quebrou a promessa, feriu a alma e, por fim, se jogou aos deleites do espetáculo.

Como resultado, voltou dali com mais vontade de assistir a outros momentos como aquele do que antes quando não tinha feito a promessa. Entretanto, Deus o fez compreender, tempos depois, que a confiança deve ser totalmente na Sua graça, não nas próprias forças.

Conversão – “Toma e lê”

Era tão amigo de Santo Agostinho que vivenciou com ele os momentos mais difíceis, mas também, os mais decisivos. Um destes foi a conversão de Santo Agostinho, aquela tão contada conversão quando escutou “Toma e lê; toma e lê.”. Agostinho naquele dia, escutou tão alto a voz e pensou consigo que era Deus o mandando ler as epístolas de São Paulo.

Foi ao encontro de Alípio, que estava mais ao longe e que guardava as epístolas. Ao abrir, ele leu Romanos 13,13. E tomou aquilo para si. Já Alípio, movido também por Deus, seguiu os passos de seu amigo e continuou a ler. Deus o dava Romanos 14, 1, que diz: “Recebei o fraco na fé”. A partir dali, ambos tomaram a firme decisão de seguir o que Deus os tinha revelado e buscar somente a Verdade.

Vida na graça

Depois dali, buscou a vontade de Deus, foi elevado a bispo de Tagaste em 394-395, pouco tempo antes de Santo Agostinho ser também elevado a bispo, segundo o livro Confissões. Conta ainda que Santo Alípio foi eficaz na luta contra os hereges pelagianos e donatistas. De acordo com o site Agustinos Recoletos, “A Ordem celebra seu culto desde 1671. Esta concessão foi confirmada por Clemente X com o Breve «Alias a Congregatione», de 19 de agosto de 1672.”.

 

Por Gabriel Alves


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *