Igreja

Carlo Acutis, um jovem eucaristizado no continente digital

Em apenas 15 anos de idade e marcado pelo sofrimento, o beato viveu intensamente o amor, a misericórdia e a caridade, e assim, desperta em todos, o desejo de viver com alegria a busca de uma vida de intimidade com Deus.

comshalom

Há uma grande relação entre os jovens e a Internet, ainda mais neste tempo de pandemia e lockdowns, as formas de evangelização foram adaptadas para o continente digital. Mas será mesmo possível ser santo, jovem e imergido neste mundo virtual? Carlo Acutis provou com a própria vida que sim.

Carlo Acutis foi um adolescente católico italiano que morreu de leucemia em 2006, aos 15 anos. Conhecido como “padroeiro da internet”, “apóstolo da internet” e  “ciberapóstolo” entre os fiéis e beato desde 10 de outubro do ano passado, ou seja, ainda é muito recente a vida de beatificação. 

Nascido em Londres, na Inglaterra, Carlo Acutis foi criado em Milão, na Itália, onde ainda criança tornou-se católico e devoto da Virgem Maria. Sua família hoje mora em Assis, e auxiliam na propagação da devoção do filho. 

A missão de divulgar os milagres eucarísticos

Carlo era uma criança muito curiosa. Com apenas 7 anos já sabia muito sobre o Catecismo, e tinha grande interesse na vida dos santos. Além da igreja, o inglês gostava de computadores e tinha um conhecimento de ciência da computação muito acima da média para garotos da sua idade.

“Todos os dias vivo a Eucaristia como um diálogo constante com Jesus, como uma autêntica esperança. A Eucaristia é a minha autoestrada para o céu”

O pequeno jovem encontrou uma forma de unir a paixão pelas “coisas da Igreja” com a ciência dqa computação. E assim, criou um site dedicado à catalogação cuidadosa de cada milagre já relatado e para evangelizar — façanha que lhe rendeu o título popular de “padroeiro da internet”.

Leia também| Carlo Acutis e seu kit para a santidade

Foi assim que o inglês fazia da sua vida uma ação de graças, uma Eucaristia em favor dos mais pobres no apostolado da caridade e uma Eucaristia no desejo de se doar e doar sua vida, seus sofrimentos pela conversão dos pecadores, pela intenção do santo Padre e por toda a Igreja.  

“Ele sabia usar as novas técnicas de comunicação para transmitir o Evangelho, comunicar valores e beleza” Papa Francisco

Contudo, ao entender e diariamente ir de encontro do Cristo, por meio do sacramento da Eucaristia, Carlo tornava a vida eucaristizada, pois vivia de acordo com o que aprendia com o Catecismo, os santos e nas conversas com os sacerdotes.

O anjo da juventude

Juntamente com os vários nomes já citados, Carlo também é visto como o Anjo da juventude, por ser um modelo de santidade, mesmo com pouca idade. 

A certeza de seu coração era a fé que o animava e o fortalecia dia após dia numa espiritualidade encarnada e transcendente. Sendo um jovem que gostava de praticar esportes, brincar com os amigos, jogar bola demonstrou que é possível viver a santidade sendo autentico.

Ele desperta não somente aos jovens, mas em todos,  esse desejo de vivendo a alegria e com a busca de uma vida de intimidade com Deus e com a Virgem Maria.

“Ser cristão, para mim, significa observar o mundo e levar minha alegria e a minha força aos demais”

Afinal, é comum olhar para vida do Carlo com admiração e com certeza de que vale a pena buscar a santidade com calça jeans, tênis e moletom, navegando pelas redes sociais, praticando esportes, hobbys, trabalhando, e acima de tudo isso contemplando o amor de Deus e a intenção de unir-se a Ele em cada fazer, desejar e esperar. 

Nestes tempos, onde há uma grande explosão do universo digital, é necessário uma constante renovação do desejo missionário, e ao ver que um coração simples, alegre, positivo e despojado como foi como foi o próprio Jesus Cristo, como foi e viveu Carlo Acutis, inspira a desejar pela santidade e já contemplar do tempo da Graça sem ser indiferente ao contexto pessoal.

Se nota que a santidade acontece hoje, na sua realidade, no seu trabalho, em suas redes sociais, nas pequenas coisas, porém com um coração abrasado pela evangelização, seja da forma que ocorrer.

Oração e missão

Desse modo, se nota dois traços distintos da fé heroica do Beato Carlo Acutis, pois no decorrer dos 15 anos dde vida, manteve a confiança total ao Senhor, e em todas as circunstancias encontrava formas de mostrar que na Eucaristia, se tinha o que é mais precioso para a vida. 

Na oração, ele notava a via de sentido e de santificação, não importava o meio, ele precisava corresponder ao chamado que sempre gritava em seu coração. 

“Não eu, mas Deus”, é uma das frases mais propagadas deste jovem ofertado, que faleceu no dia 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, e por providência, o milagre que o tornou beato ocorreu no Brasil, e hoje a memória celebrativa também é nesta mesma data.

“Estou feliz em morrer, por que vivi minha vida sem perder nem mesmo um minuto dela com coisas que Deus não gosta.”

Que Carlo Acutis continue sendo um exemplo e inspiração que a santidade é possível, e que para ser santo, basta seguir o que a Santa Igreja ensina, tendo uma vida eucaristizada, disposto e desejoso para no simples, ser o aquilo que Deus nos leva a ser.

> Acompanhe a Comunidade Shalom no YouTube

Leia também os outros episódios de Série Santos em missão:

Santa Teresinha ensina a maior missão: ser o amor!

São Francisco não hesitou diante da voz de Deus

Santa Faustina, a mística embaixadora da Divina Misericórdia

São João XXIII: entenda a relação entre bondade e missionariedade


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *