Formação

O vício da gula e o prazer desordenado na alimentação

A gula desordena este desígnio divino e põe o prazer, que seria apenas uma consequência do comer, no centro.

Foto | Unsplash

A gula é o amor desordenado de comer e beber. Comer sem regra, sem precisão, em excesso. Trata-se de uma falta de autodomínio, em que o homem e a sua vontade são dominados pelo desejo sensível de dar prazer ao paladar.

O alimento é uma necessidade vital e Deus quis que ao ingeri-lo, o homem gozasse de prazer perceptível pelos sentidos. Estão envolvidos o olhar, o olfato, o tato e, principalmente, o paladar. Sentir prazer no comer não é mau em si mesmo. Pelo contrário, Deus colocou na natureza humana a capacidade de desfrutar ao ingerir alimento para que o homem procurasse comer. É bom desfrutar de uma boa comida!

Ordenar e transformar como dom

A gula desordena este desígnio divino e põe o prazer, que seria apenas uma consequência do comer, no centro. A gula ofusca a finalidade do alimento como meio para dar glória a Deus (a glória de Deus é o homem vivo) e apresenta o prazer como fim último.

Deste modo, o homem procura alimentar-se não até saciar a sua necessidade, mas a querer sempre sentir mais e mais prazer. Leva o homem a ultrapassar a barreira da necessidade e, inclusive, do bom senso, deixando-se levar pela paixão.

Não esquecer da existência da alma

O autor do livro dos Provérbios classifica isso como uma característica do insensato: “O insensato expande suas paixões todas” (Pv 29,11). Diz o velho ditado: é bom comer para viver e não ao contrário. Parece ser a gula o mais desprezível dos vícios. Dentro dos tipos de gula, a pior é a embriaguez, enquanto tira o uso da razão.

As consequência da gula são o esquecimento da alma, da salvação, dos deveres cristãos, além de prejudicar a saúde. É, certamente, uma injustiça, pois, comer em excesso é tirar da boca dos necessitados. Basta lembrar de quantas pessoas no mundo, literalmente, morrem de fome, enquanto outras se perdem no exagero do comer.

O que é o pecado, afinal?

É importante distinguir algumas coisas: sentir gosto no comer não é necessariamente gula; ter gostos definidos e preferir certa comida acima de outra, também não; sentir desejo de comer algo específico, também não; se esforçar em deixar a comida o mais deliciosa possível, também não é gula; comer para desfrutar o gosto daquele alimento que eu desejo (chocolate, café, etc), também não.

Como falamos, o pecado não está no prazer, mas na desordem. De fato, é bom saber desfrutar do alimento. Escolher bem e, inclusive, preparar o momento e o ambiente para comer, são sinais de um homem ordenado que desfruta uma boa comida.

Comer “aquela coisa gostosa” com uma frequência exagerada; exceder a quantidade necessária; comer até passar mal; comer algo que conscientemente faz mal, são alguns apenas alguns exemplos de atitudes gulosas.

Faça um exame de consciência e descubra se este vício está presente em sua vida.

_______________

Confira os conteúdos anteriores da Série Vícios e Virtudes

Vícios: saiba o que são e como combatê-los

O vírus do orgulho: como reconhecê-lo em nós

O remédio para o vírus do orgulho é a virtude da humildade

O vírus da avareza e a busca desenfreada pelas coisas deste mundo

5 possíveis sintomas da avareza em nós

A virtude da generosidade como remédio para a avareza

O vírus da luxúria e os deleites de uma carne insaciável

Confira os possíveis sinais de alerta da Luxúria em você

Série vícios e virtudes: O vírus da ira e os seus efeitos negativos em nós


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *